O que é Hot Money?

Manter as contas em dia é um objetivo permanente e um dos pré-requisitos para conseguir fazer bons investimentos no futuro. No caso das empresas, isso não é diferente, mas existem situações muito particulares que acabam levando os empresários a se endividarem momentaneamente para conseguir honrar com os seus compromissos.

Geralmente, a solução acaba sendo buscar um empréstimo nos bancos ou instituições financeiras. Essas solicitações, no entanto, costumam levar algum tempo para serem analisadas e aprovadas, dependem de uma certa burocracia e incluem apresentação de vários documentos. Para quem tem pressa, pode não ser a melhor alternativa, certo? Depende!

Empresas com boa saúde financeira costumam ter acesso mais fácil ao crédito. E quando a necessidade dos recursos é imediata, existe uma modalidade específica e de curto prazo: a do Hot Money. Saiba mais como funciona:

O que é Hot Money?

Como o próprio nome diz, trata-se de um “dinheiro quente”, que chega rápido e implica uma quantidade bem considerável de recursos. Mas é preciso ficar atento ao prazo para o pagamento da dívida, que é de no máximo 30 dias.

Quem pode solicitar essa modalidade de empréstimo

O Hot Money é indicado especialmente para empresas de pequeno e médio portes, que precisam de um crédito extra para garantir o seu fluxo de caixa. Em muitos casos, os empresários acabam recorrendo a essa modalidade para pagamentos urgentes a fornecedores ou mesmo para quitar impostos com algum desconto. Ou seja, é uma possibilidade que muitas vezes pode compensar no final das contas.

Em quais situações é aplicável

Se a empresa não possui muitas dívidas com as instituições financeiras, o Hot Money pode ser uma boa saída em momentos em que o cinto realmente aperta.

O mais importante é sempre manter as contas em dia, sem atrasar os vencimentos dos funcionários, o pagamento aos fornecedores e demais prestações e outros empréstimos que a empresa tenha contraído.

Portanto, o Hot Money não deve ser utilizado com frequência, até por conta dos juros altos. É uma modalidade emergencial e a última a ser cogitada caso a empresa não esteja tão em dia com as suas dívidas atuais e com outros juros já acumulados.

Qual o prazo para a quitação da dívida

Ao contrário da maioria das outras modalidades de empréstimo, o prazo de pagamento do Hot Money é bem menos negociável. Em média, as instituições bancárias oferecem até 30 dias para o ressarcimento total desse pagamento.

No entanto, é possível que, dependendo do valor total dos recursos solicitados para o empréstimo, esse prazo seja ainda menor, com vencimento na primeira ou na segunda semana seguintes ao depósito.

Sendo assim, é recomendável que a empresa interessada procure mais de um banco ou instituição financeira e faça várias simulações, negocie os juros e a possibilidade de estender o prazo de forma que atenda à sua realidade atual. De nada adiantará ter um dinheiro hoje se amanhã você terá que ressarcir o empréstimo com juros exorbitantes.

Quais são as vantagens e desvantagens

Entre as principais vantagens, o depósito de curto prazo na conta da empresa é o principal chamariz do Hot Money. Sendo assim, essa é uma modalidade que resolve problemas urgentes e pode trazer benefícios financeiros se a questão principal for apenas um descompasso no calendário.

Isto é, se você estava esperando um depósito para pagar uma fatura hoje, mas que foi adiado para os próximos dias ou se você não tiver certeza de quando receberá esse pagamento, talvez o Hot Money não seja a melhor opção.

A desvantagem mais evidente, por conseguinte, são os juros altos. A taxa que regula essa modalidade de empréstimo é o Certificado de Depósito Interbancário (CDI) que estará incidindo no dia da operação. Portanto, é uma operação considerada de risco pelos especialistas.