Índices de rentabilidade: o que são e quais os principais do mercado

Como você sabe, todo investidor tem como meta o retorno sobre a aplicação financeira. Ou seja, em determinado período de tempo, ele espera resgatar uma quantidade de dinheiro maior do que aquela que ele investiu.

Nesse momento, entram em cena os índices de rentabilidade. Antes mesmo de começar a investir, é preciso analisar qual percentual será acrescido ao montante aplicado.

Você sabe como fazer essa conta? Não é tão difícil quanto parece. Para isso, acompanhe este artigo até o final, conheça os índices de rentabilidade e veja como escolher o investimento mais atrativo para você.

O que são índices de rentabilidade?

Índices de rentabilidade são taxas da remuneração do dinheiro aplicado. Em outras palavras, é o percentual de ganho que se obtém após fazer um investimento. Assim, retirando todos os custos e demais despesas com o valor investido, resta a quota que o investidor recebe.

Para compreender melhor, pense na seguinte situação: Uma pessoa tem R$ 250 mil para investir. Dentre as opções, ela pode:

  • Comprar um imóvel para receber o aluguel como renda
  • Aplicar o dinheiro em um tipo de renda fixa com resgate em 5 anos.

Vamos fazer a comparação? Supondo que o investidor consiga alugar a casa por R$ 1.250 mensais, ao fim de um ano, deve receber R$ 15 mil. Porém, teve despesas diversas no período, totalizando R$ 2000. Os ganhos reais foram, então, de R$ 13.000, com uma rentabilidade é de 5,2% ao ano.

No mesmo caso, se ele aplicar R$ 250 mil na renda fixa, receberá cerca de R$ 84 mil no período de 5 anos. Logo, a rentabilidade para esse investimento é de 6,72% a.a. Assim, analisando somente esses números, dá para considerar o investimento em renda fixa mais rentável do que a compra do imóvel.

Viu só como é importante conferir o quanto os investimentos podem render antes de aplicar o dinheiro? Mas não é só essa a função dos índices de rentabilidade, nem a sua única preocupação com eles, como veremos agora.

Para que servem os índices de rentabilidade

Os índices de rentabilidade têm a função de informar ao investidor o quanto a aplicação renderá em determinado período de tempo. Com esse dado em mãos, ele consegue tomar decisões mais acertadas e de forma mais segura.

Mas, atenção: quanto maior a rentabilidade de um investimento, maior tende a ser risco por trás dele.

Afinal, as operações mais arriscadas são aquelas que oferecem o melhor retorno como compensação pelo risco envolvido. Por isso, a rentabilidade também deve ser analisada sob a ótica do perfil do investidor. E, assim, o melhor índice será aquele que estiver adequado às expectativas e capacidade de quem investe.

Os principais índices de rentabilidade e seus cálculos

No cálculo dos índices de rentabilidade, deve-se analisar o quanto será acrescido, quais as taxas das operações e com que rapidez o ativo ou bem pode se tornar dinheiro. Em outras palavras, para se chegar à modalidade que apresenta os melhores ganhos reais, é preciso verificar o retorno estimado, os custos envolvidos e a liquidez do investimento. Confira, assim, cada um desses componentes dos índices de rentabilidade.

Retorno

É muito comum que a rentabilidade seja confundida com lucratividade. No entanto, esse último termo se refere ao percentual acrescido em operações realizadas por empresas. Já os índices de rentabilidade analisam os ganhos sobre o total investido. Ou seja, o retorno que se obteve sobre o investimento.

Assim, se uma pessoa investe R$ 5.000 e, ao final do período de 2 anos, recebe R$ 5.500, a rentabilidade pode assim ser definida:

  • Investimento = R$ 5.000
  • Valor total = R$ 5.500
  • Lucro líquido = R$ 500
  • Rentabilidade = Lucro líquido x 100 / Investimento
  • Rentabilidade = (500 x 100 /5000) = 10% ou 5% a.a.

O retorno obtido neste investimento foi de R$ 500 e, a rentabilidade, de 10% do total.

Custos

Para se chegar ao valor do lucro líquido, é necessário subtrair todos os custos decorrentes do investimento. Se, no exemplo anterior, o investidor teve custos de R$ 200 com a operação, o retorno do investimento foi de:

  • Investimento = R$ 5.000
  • Valor total = R$ 5.500
  • Lucro bruto = R$ 500
  • Custos = R$ 200
  • Lucro líquido = R$ 300

Rentabilidade = (300 x 100 / 5.000) = 6% ou 3% a.a.

Neste caso, a rentabilidade é de 3% a.a..

Liquidez

Por fim, é importante analisar a liquidez do ativo ao comparar índices de rentabilidade. Essa é a forma de saber com que facilidade o investimento (em títulos ou bens, por exemplo) pode ser transformado em dinheiro. No geral, quanto maior a liquidez, menor a rentabilidade. E, igualmente, quanto menor a liquidez, maior a rentabilidade.

Os índices de rentabilidade na avaliação de investimentos

Talvez o maior sonho de todo investidor seja conseguir uma modalidade em que consiga obter os maiores lucros, com menores riscos e custos, além de poder resgatá-lo sempre que possível. Equilibrar todos esses componentes na equação pode não ser tarefa das mais fáceis.

No entanto, ao analisar a rentabilidade, você tem uma visão mais aperfeiçoada do retorno, dos riscos, dos gastos e da liquidez do ativo.

Todos esses elementos não estão explícitos nos índices, mas eles permitem uma boa análise sobre essas informações. Assim, fique de olho nos índices de rentabilidade para fazer boas escolhas de investimento.

Se este artigo foi útil para você ampliar seus conhecimentos, não pare por aqui. Nessa jornada para se tornar um investidor melhor, conte com a Onze Investimentos e tenha acesso aos melhores produtos financeiros sem pagar taxas abusivas.