Investimento de longo prazo: opções e dicas para seu dinheiro render mais

Se você se interessa pelo mercado financeiro, já deve ter lido ou ouvido que um investimento de longo prazo agrega valor à carteira.

Talvez, no entanto, tenha dúvidas sobre as aplicações que se enquadram nesse formato ou mesmo sobre as vantagens que elas oferecem.

Seja qual for o seu questionamento, este artigo trará a resposta.

Preparamos um guia sobre investimento de longo prazo para facilitar a tomada de decisão quanto ao destino a ser dado ao seu dinheiro.

Tem interesse? Então, siga a leitura!

O que é um investimento de longo prazo?

Investir a longo prazo significa aplicar o dinheiro em uma modalidade de investimento e fazer seu resgate alguns anos à frente.

E que prazo seria esse?

No mínimo, cinco anos, mas há analistas que classificam o investimento de longo prazo como aquele que se mantém por pelo menos sete anos.

Parte-se do princípio de que, em tese, quanto maior o prazo do investimento, mais ele recompensa o investidor.

Obviamente, há exceções, mas você pode tomar como exemplo a valorização da ação de uma empresa, como a Petrobras – veja no gráfico:

Há cinco anos, seu preço unitário era de R$ 16,62. Hoje, cada ação custa R$ 28,63 (uma valorização superior a 70% no período).

Quem investiu nesse ativo mirando o longo prazo, portanto, saiu ganhando.

É o contrário de quem optou pelo curto prazo, já que, no período de um ano, o preço da ação caiu para R$ 7,99 (um tombo superior a 50%)

Parece uma boa razão para adotar essa estratégia?

De fato, é. Mas há outros motivos para isso.

Por que investir no longo prazo?

Os investimentos de longo prazo costumam ter rentabilidade e segurança maiores do que em curto e médio prazos.

É claro que essas são características bastante particulares de cada aplicação, o que exige estudar o mercado e encontrar opções compatíveis com seu perfil e objetivos.

De modo geral, no entanto, fazer investimentos com vencimento mais distante é uma forma interessante de:

  • Alcançar metas financeiras mais robustas, como a compra de um imóvel
  • Ter ganhos maiores e mais seguros
  • Garantir uma aposentadoria mais confortável e segura.

3 investimentos de longo prazo

Existem vários tipos de investimentos que podem ter retorno em um período maior de tempo.

Dentre eles, estão as já citadas ações, fundos de investimento e mesmo títulos públicos.

Segundo dados da Anbima, mais populares entre os brasileiros são Previdência Privada, Letras de Crédito e Tesouro Direto.

Veja como funciona cada um deles, a seguir.

Previdência Privada

A Previdência Social, aquela que é paga pelo INSS, costuma ser insuficiente para garantir um futuro tranquilo, especialmente para quem deseja viver de renda.

É nesse cenário que ganha força a ideia de uma previdência complementar, que ofereça recursos adicionais para alcançar esse objetivo.

Não por acaso, segundo a Anbima, a Previdência Privada é a aplicação preferida dos investidores no Brasil, depois da poupança.

De forma simplificada, o indivíduo faz aplicações mensais e, em determinado prazo, pode resgatar o valor investido com acréscimo dos juros.

Esse resgate pode acontecer de uma só vez ou em parcelas mensais, com uma remuneração parecida com um salário.

LCI e LCA

As Letras de Crédito são o terceiro investimento mais realizado pelos investidores do Brasil.

Apesar de ainda representarem um número reduzido na comparação com os primeiros colocados, elas vêm crescendo ano a ano, conforme relatório da Anbima.

Basicamente, LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) são modalidades de investimento de renda fixa, sem liquidez diária e que podem render mais que o CDI, referência para o mercado.

No momento do investimento, você sabe quanto irá receber caso mantenha o dinheiro aplicado até o prazo.

A sua diferença para outros ativos de renda fixa está na isenção de Imposto de Renda, o que a torna ainda mais atrativa.

Tesouro Direto

O Tesouro Direto é uma forma de investimento que disponibiliza uma série de aplicações.

São títulos públicos emitidos pelo governo federal e oferecidos em modalidades prefixadas, pós-fixadas e híbridas.

Alguns indicadores atrelados aos papéis são a Taxa Selic e o IPCA, índice oficial que mede a inflação no país.

Embora você encontre no Tesouro Direto títulos com vencimento no curto prazo, há outros com prazos bastante extensos para o resgate. É o caso, por exemplo, do Tesouro IPCA + 2045 ou Tesouro IPCA + com Juros Semestrais 2050.

Como escolher um investimento de longo prazo

Depois de entender o que é um investimento de longo prazo e conhecer opções, como escolher a melhor para o seu perfil?

O principal é justamente entender como você lida com riscos e até que ponto aceita uma aplicação mais arriscada em troca de uma maior rentabilidade.

Faça um teste de perfil de investidor para identificar se você é conservador, moderado ou agressivo na relação entre risco e retorno.

A partir daí, analise no mercado aplicações com resgate no longo prazo que combinem com o seu perfil e que atendam aos seus objetivos.

Outra boa prática é fazer comparações e utilizar simuladores para avaliar a rentabilidade bruta e líquida de cada investimento.

Colocando as opções lado a lado, fica mais fácil tomar uma decisão segura.

3 dicas para otimizar seu investimento de longo prazo

Para completar o aprendizado deste artigo, veja agora três boas práticas para tirar o máximo proveito do seu investimento de longo prazo.

1. Tenha paciência

Como o nome deixa bem claro, trata-se de é um investimento de longo prazo.

Logo, a rentabilidade fica mais atrativa conforme o tempo passa e o dinheiro continua aplicado.

2. Estude estratégias

É importante ter uma estratégia clara de investimento e se manter nela.

Fazer um investimento hoje, mudar amanhã e trocar de tática no mês que vem não são atitudes que vão trazer o resultados desejado.

Assim, se estruture bem antes de começar a investir e pense na melhor maneira para fazer seu dinheiro render mais e por mais tempo.

3. Diversifique a carteira de investimentos

Diversificar em investimentos significa escolher aplicações diferentes em risco, prazo e rentabilidade.

Assim, se tiver prejuízo em uma delas, as demais compensam a perda, evitando que seu patrimônio seja afetado.

Faça isso também com relação aos investimento de longo prazo.

Com todas as dicas que você conferiu neste artigo, você está pronto para fazer seu dinheiro trabalhar por você.

Nessa jornada para se tornar um investidor melhor, conte com a Onze Investimentos e tenha acesso aos melhores produtos financeiros sem pagar taxas abusivas.

Quer saber mais? Acesse o site e conheça os nossos produtos.