LTN: o que é e como investir?

A Letra de Tesouro Nacional é um dos investimentos mais indicados para quem procura a segurança da renda fixa, mas sem ficar refém da falta de rentabilidade que a poupança proporciona. Assim como outras aplicações do Tesouro Direto, as LTN possuem os menores riscos de “calote” do mercado.

Ideal para quem procura segurança acima de tudo, a principal característica desse tipo de investimento é a sua previsibilidade. Você sabe o quanto vai investir, por quanto tempo irá investir e qual será o resultado final desse investimento.

Está buscando opções seguras de investimento para alcançar a independência financeira? Então continue de olho neste artigo, pois vamos mostrar tudo o que você precisa saber sobre as LTN!

O que é um título de rentabilidade prefixada?

Quando falamos que você pode prever todos os aspectos de uma LTN, queremos também dizer que sua rentabilidade é prefixada. O que isso significa?

Que você saberá exatamente quais são os juros anuais que irá receber por investir nesse título público. Com isso, você poderá calcular o quanto receberá na data de investimento de qualquer título LTN que adquirir.

Esse é o único tipo de Tesouro Direto que não tem a opção de ser atrelado a um indexador econômico, como acontece no Tesouro IPCA, cuja rentabilidade depende da inflação.

Vantagens de investir em LTN

Agora que você já tem certa noção do que é e como funcionam as LTN, chegou a hora de conhecer as principais vantagens desse tipo de investimento. Confira-as nos próximos parágrafos!

Rentabilidade previsível, mesmo em tempos de baixa

Por conta de o investimento ser prefixado, ele não sofrerá variações durante o tempo que os títulos estiverem em sua carteira. Isso significa que, mesmo em tempos de baixa na taxa de juros (Selic), do CDI ou até mesmo na inflação, seus rendimentos não serão afetados.

Ou seja, é ideal para qualquer investidor que esteja incerto sobre os rumos da economia do país. Ao investir nas LTN, você corre o risco de perder rentabilidade caso as taxas estejam em alta, mas certamente irá proteger seus ganhos quando estão em baixa.

Risco baixíssimo

Por ser um título público, o risco de tomar o famoso “calote” é quase inexistente, tanto que não chega a ser necessária a cobertura do FGC, o Fundo Garantidor de Crédito, que protege investimentos até R$ 250 mil reais.

É um dos investimentos mais simples do mercado

Investir na LTN chega a ser quase tão simples quanto colocar dinheiro na poupança. Basta abrir sua conta em uma corretora de investimentos – passo obrigatório para investir em qualquer título, público ou não -, transferir seu dinheiro e escolher entre os três únicos títulos de LTN disponíveis.

A partir daí, basta deixar seu dinheiro trabalhando para você tranquilamente até a data de vencimento do título que escolheu.

Quais são as desvantagens da LTN?

Nem tudo são flores! Mesmo que a LTN não ofereça quase nenhum risco, confira abaixo também algumas das principais desvantagens desse modelo de investimento.

  • Pode perder rentabilidade: o calcanhar-de-Aquiles dos investimentos prefixados é perder rentabilidade em períodos de alta no CDI, IPCA ou na taxa Selic, principalmente quando falamos no IPCA. Com a alta na inflação, você não perde a chance de render mais, mas também pode acabar perdendo valor real do dinheiro;
  • Não pode resgatar antes do vencimento: tenha em mente que a LTN não é um investimento para ser resgatado em emergências. Você só poderá resgatá-lo na data de vencimento;
  • Resgatar antes da hora fará com que perca rentabilidade: por conta de sua baixa liquidez, resgatar um título antes da hora pode fazer com que perca quase toda a sua rentabilidade.

Como funciona a tributação desse investimento?

Apenas dois impostos podem incidir sobre uma LTN. O primeiro é o IOF, que será cobrado caso resgate o investimento no primeiro mês, algo que não recomendamos que faça de maneira alguma.

O segundo tributo é o próprio Imposto de Renda. Porém, é importante notar que ele é aplicado apenas no resgate do investimento. Além disso, o imposto incide apenas sobre a rentabilidade, não sobre o valor total.

Finalizando, é importante mencionar que, quanto mais tempo o investimento durar, menor será a alíquota incidente. Caso o investimento tenha data de vencimento maior que 721 dias (ou 2 anos), a alíquota será de 15%, a menor conforme a tabela regressiva do IR.

Cuidado com as fraudes das LTN!

Já te oferecem alguma espécie de “LTN roxa” ou “LTN verde”? Se sim, fuja, porque pode ser golpe!

O próprio site do Tesouro emitiu um comunicado informando que não existem e nem nunca existiram Letras do Tesouro com qualquer tipo de característica ou adjetivo ligado a elas. Se a sua corretora estiver fazendo isso, cancele sua conta e a denuncie imediatamente!

Como investir em LTN?

Caso tenha nos acompanhado até aqui, já deve ter ideia de onde começar a investir na Letra do Tesouro Nacional. Assim como em qualquer investimento, você deve abrir uma conta em uma corretora, a única maneira de investir no Brasil.

O passo seguinte é definir seu perfil de investidor, algo que as próprias plataformas de corretagem já podem te auxiliar, por meio de questionários online ou com a ajuda do seu agente autônomo de investimentos.

Por fim, basta escolher uma das três opções de LTN disponíveis – cada uma possui uma data de vencimento diferente -, transferir o dinheiro para a sua corretora e, então, começar seus investimentos.

Precisa de ajuda com algum desses passos ou para entender os diversos títulos do Tesouro Direto disponíveis? Então continue navegando em nosso site.